Chatbot e inclusão: como proporcionar acessibilidade com a tecnologia

Autor Inbot

Escrito por InBot
Redator(a) InBot


Por meio da tecnologia é possível criar novas oportunidades em vários aspectos da vida. Seja para facilitar as tarefas do dia a dia, otimizar a rotina de trabalho ou mesmo para favorecer que pessoas portadoras de necessidades especiais possam ter mais autonomia. Especialmente nesse último caso, os assistentes virtuais são grandes aliados já que, criados com inteligência artificial, são capazes de processar uma série de informações importantes e muito convenientes. Isso significa que proporcionar acessibilidade com a tecnologia já é uma realidade. As empresas por sua vez, devem aproveitar essa oportunidade para tornar os seus canais de comunicação com o cliente mais inclusivos.

Levando em consideração o tipo de deficiência, é possível identificar qual a necessidade que a pessoa exige para conseguir atendê-la, de modo a permitir que ela também possa comprar e interagir com a empresa sem muitas dificuldades. Nesse sentido, existem duas possibilidades de proporcionar acessibilidade com a tecnologia, permitindo o acesso ao recurso já implementado, ou criando um novo conceito que possa ajudar diretamente as pessoas com necessidades especiais no dia a dia.

Permitir o acesso à tecnologia

Uma alternativa aos deficientes visuais, o Google Assistente tem um recurso em que a solicitação pode ser feita por voz e, da mesma maneira, a resposta também é reproduzida em áudio. Isso, nada mais é do que proporcionar acessibilidade com a tecnologia, permitindo às pessoas que não podem enxergar, acesso às possibilidades da inteligência artificial. Um dos cases da InBot, que pode ser acessado pelo Google Assistente e interagir da mesma forma pela voz ou mesmo no texto escrito, é o assistente virtual Doutor Wilson, capaz de ajudar pessoas a prevenir ou diagnosticar doenças.

Criar assistentes virtuais próprios ou ao menos adaptáveis aos dispositivos móveis é um ponto chave para proporcionar acessibilidade com a tecnologia. Os celulares possuem opções de acessibilidade, como o talkback no Android, que pode ajudar os deficientes visuais. Basta o chatbot ser acessado pelo celular que o recurso irá auxiliá-lo na leitura das informações contidas na tela. Ele também dará os comandos necessários para que a pessoa consiga tomar decisões, como ir para outras telas ou voltar.

Facilitar a rotina com a tecnologia

Atualmente no mercado, já existem alguns aplicativos próprios para ajudar pessoas com deficiência a realizarem as tarefas do dia a dia, mas nada como aproveitar essa oportunidade de negócio e pensar em um chatbot com essa finalidade. Nessa missão, a InBot pode te ajudar, entre em contato e saiba como.

Compartilhe

Newsletter

Receba informações sobre o mundo dos chatbots, inteligência artificial e tecnologia em seu e-mail:

Chatbot é garantia de agilidade e eficácia nas negociações comerciais e financeiras

Saiba como os chatbots de linguagem natural atuam com uma comunicação fluida e humanizada para ter resultados rápidos e a um custo menor
Bot para WhatsApp

Bot para WhatsApp: Guia de automação com Processamento de Linguagem Natural

Neste post falaremos sobre como funciona a automação com Processamento de Linguagem Natural através do bot para WhatsApp. Acompanhe!