Chat inteligente: 5 melhores práticas para atendimento automático com Chatbots

Autor Inbot

Escrito por InBot
Redator(a) InBot

O que você entende por chat inteligente? Neste artigo vamos conversar sobre as melhores condutas para atendimento automático com Chatbots.

 

Ao decorrer dos anos, não apenas a tecnologia se transforma mas, principalmente, as pessoas. E muitas destas mudanças englobam o perfil de cada consumidor. Isso envolve diversos fatores, como particularidades de comportamento e tendências de consumo

 

Atualmente, o que vemos são consumidores cada vez mais conectados por meio de diversas plataformas. O que gera um alvoroço nas empresas que precisam descobrir como estipular um bom relacionamento com seus clientes e corresponder às suas necessidades.

 

Tecnologia e comportamento são as palavras de ordem, para que o seu negócio possa proporcionar um atendimento automático eficaz. Afinal, ou você está presente na plataforma que o seu consumidor está, ou outra empresa rapidamente oferecerá a informação que ele procura e tomará o seu lugar. 

 

Então, você deve se questionar: “como vou lidar com tudo isso?”. “Como vou criar um relacionamento positivo?” É nesse momento que o chat inteligente se encaixa perfeitamente. Ele vem sendo fundamental para as empresas que se dedicam em revolucionar o seu relacionamento com o novo consumidor.

 

Mas afinal, o que é um chat inteligente?

Um chat inteligente é uma tecnologia de Inteligência Artificial que possibilita às empresas fornecerem um atendimento 24 horas. Esses robôs simulam um ser humano para dialogar com o público. Dessa forma, tornam o atendimento automático extremamente eficiente, o que facilita a comunicação com os consumidores do universo online.

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, possui uma excelente percepção sobre o chat inteligente:

 

“Você deveria enviar uma mensagem para uma empresa, do mesmo jeito que envia para um amigo. Você deve ter uma resposta rápida e isso não deve exigir sua atenção total, como uma ligação telefônica exige. E você não deveria ter que instalar um novo aplicativo.”

Da perspectiva de quem está utilizando, o chat inteligente chega o mais perto possível de uma conversa real com uma pessoa. Para as empresas, eles são a maneira de galgar o atendimento e o relacionamento, podendo manter um tom de comunicação (quase) pessoal. 

 

Confira as 5 melhores práticas para atendimento com chat inteligente

 

1 – Construa seu chat inteligente com propósitos 

 

Basicamente tudo impacta ou cumpre o esperado, quando existem propósitos bem definidos. Por isso, é importante que ao criar seu chat inteligente você consiga responder algumas perguntas como: “para quem é o robô?”; “qual a sua finalidade?”; “o que os usuários esperam dele?”; “qual o período de vida do robô?”; “ele pode passar por adaptações ao decorrer do tempo?”.

 

É primordial que haja alinhamento de estratégias e compatibilidade de mensagens e ações. A humanização de chatbots não pode ser feita de forma forçada ou incoerente com o problema investigado, a dor diagnosticada, a necessidade a ser suprida, nem com o público-alvo potencial que terá contato com o chat em questão.

 

2 – Utilize uma linguagem fácil

 

Enquanto algumas empresas se esforçam para fazer chatbots cada vez mais pessoais e com cara de “gente como a gente”, outras reúnem esforços e equipes com diferentes repertórios para deixar claro que chatbots são robôs, com falhas e exceções. 

 

Mas qual é a melhor forma? Na verdade, isso só você pode definir. Contudo, é essencial que se dedique a dois aspectos:

 

  • Valorize o processo de todos os projetos, principalmente a etapa que chamamos de “inception” (começo), em que realizamos workshops para conhecer o negócio, as pessoas e o ambiente, entendendo o contexto e mapeando as dores, expectativas e objetivos da empresa com a implantação de chatbots.

 

  • Crie seu chatbot com conversas personalizadas. Isso significa planejar respostas que gerem empatia e proporcionem a sensação de pertencimento para o usuário.

 

3 – Ensine o público a interagir com o robô

 

Quem trabalha com atendimento ao cliente sabe que esse processo possui muitos casos que se repetem com frequência, tais como: pedidos de informação, acompanhamentos, pequenas alterações cadastrais, agendamento de visitas, entre outros.

 

Sendo assim, o chat inteligente vai proporcionar que tudo seja solucionado em menos tempo. Por isso, é fundamental que ele esteja apto para suprir todas as necessidades de quem utilizá-lo.

 

4 – Faça com que o robô ofereça as opções de serviços no momento certo

 

A geração de leads com chatbot pode ser revolucionária. Ao automatizar os estágios iniciais de contato com potenciais clientes, o processo de engajamento dos visitantes pode ser mais eficiente, resultando em maiores conversões de leads. 

 

Como o chat inteligente é capaz de, não apenas responder dúvidas, mas também oferecer conteúdos de entretenimento ou de consumo rápido, é vital que a sua empresa esteja sempre atenta aos desejos e necessidades de interesse dos consumidores.

 

Quem soube bem como fazer isso foi o maior festival de música da América do Sul, o Rock in Rio. Entrando  na onda do chat inteligente, buscou na tecnologia do momento um artifício para melhorar a experiência de seus consumidores. E deu super certo, porque a primeira versão do Bots Brasil Awards, prêmio dedicado a reconhecer as melhores aplicações da tecnologia, – aquele vencido em 2019 pelo nosso Dr. Wilson – foi para o bot do Rock In Rio, o Roque. 

 

O chat inteligente consegue responder o cliente na hora que ele estiver precisando, fazendo com que a automação funcione para manter os leads alimentados com conteúdos e informações sobre o seu negócio. 

 

5- Acompanhe o desenvolvimento do chat inteligente e realize manutenções com frequência

 

Tanto na construção do chat inteligente, quanto em sua manutenção, é preciso contar com um grupo diversificado de pessoas que conheça as múltiplas áreas da sua empresa. Só uma equipe completa pode avaliar se o chatbot está verdadeiramente de acordo com as mensagens que a empresa deseja transmitir. 

 

Analise a eficiência: métricas como retenção, satisfação e cliques podem ajudar você a compreender se o robô, de fato, está sendo competente. Desta forma, é possível analisar se essa ferramenta está atraindo ou afastando clientes. 

 

_

 

Agora que conversamos sobre as melhores práticas para atendimento com chat inteligente, fica a pergunta: a sua empresa já utiliza chatbots?

 

Caso a resposta seja negativa, entre em contato conosco, temos muitas formas de contribuir para automatizar o seu atendimento de forma eficaz.

 

Compartilhe

Newsletter

Receba informações sobre o mundo dos chatbots, inteligência artificial e tecnologia em seu e-mail:

Voice Chatbots

Voice Chatbots: Conheça a experiência do Speech to Text

Conheça o Speech to Text, interface que faz o reconhecimento de voz e transforma o áudio em texto, simultaneamente e qualifica o atendimento.
Troféu HDI Brasil

Troféu HDI Brasil: Bia é a Assistente Virtual do ano

Bia, chatbot criada pela InBot para a empresa Raízen, é eleita a Assistente Virtual do ano e recebe o Troféu HDI Brasil! Confira.