Automação de atendimento: 7 Maneiras de antecipar erros e impedir que o seu Chatbot falhe

Autor Inbot

Escrito por InBot
Redator(a) InBot

Quer descobrir como evitar os principais erros de automação de atendimento e impedir que o seu Chatbot fracasse?

 

Então você tem ótimos motivos para não perder esse post. Hoje vamos conversar sobre estratégias que a sua empresa não deve ignorar para que o seu Chatbot seja eficiente e não tenha seu desempenho comprometido.

 

É essencial salientar que a automação de atendimento é algo pensado de forma planeada, nunca aleatória.

 

Pensando nisso, reunimos 7 técnicas para prognosticar erros e impedir que o seu Chatbot falhe, fazendo com que o projeto do chatbot do seu negócio seja satisfatório desde o início.

 

Vamos lá?

 

 

  • Invista em um planejamento estratégico

 

É fundamental que você tenha um arquivo com todas as informações relevantes a respeito do seu projeto. No planejamento estratégico você pode se organizar para estabelecer os fluxos de interação: 

 

  • Quais são os principais questionamentos do público durante o contato com a sua empresa? 
  • Que tipos de respostas são mais adequadas? 
  • Em que situação o chatbot direciona para um atendente humano? 

 

Todas essas questões precisam ser levadas em conta.

 

 

 

Para que a automação de atendimento tenha sucesso é essencial que o chatbot seja personalizado conforme as necessidades do seu negócio. É um erro enorme ignorar todas as potencialidades dessa tecnologia, o que coloca em risco a experiência do consumidor.

 

Por isso, tenha em mente a importância de não apenas conhecer o perfil do seu público, mas, acima de tudo, compreender as expectativas dele em relação aos seus serviços. 

 

Assim, você vai saber a linguagem correta para se expressar, evitar possíveis frustrações e, ao mesmo tempo, causar uma boa impressão.

 

 

  • Concentre-se nos objetivos e funcionalidades

 

Para que a automação de atendimento do chatbot seja bem desenvolvida é necessário que haja um propósito. A falta de objetivos inviabiliza a conquista dos resultados. O que exatamente você pretende que o software resolva? Prefere que ele atue como suporte, atendente ou vendedor?

 

É importante pensar nessas questões para que o programa resolva problemas reais. Além disso, é preciso mapear as funcionalidades. Por exemplo, o processo de integração deve acontecer com quais sistemas internos? Como isso vai ser realizado? Busque as respostas para todas as  perguntas.

 

 

  • Valorize o Design

 

 

O design de interface é tudo quando o assunto é tecnologia. Quando um programa ou aplicativo apresenta uma interface muito complicada de se usar, fazendo com que o usuário tenha dificuldades para manuseá-la, logo ele desiste desse programa ou aplicativo.

 

Assim como os objetivos e funcionalidades, o design do chatbot sempre precisa ter uma finalidade. Ele é específico para cada tipo de empresa ou marca, fazendo com que o consumidor o identifique logo de cara. Quando o seu objetivo é muito generalizado, fica mais difícil a identificação.

 

Isso causa frustração e tem todo tipo de repercussão negativa. Os chatbots precisam ser projetados de forma conservadora e o escopo precisa ser muito claro. Os desenvolvedores que trabalham no bot precisam ser altamente capacitados e familiarizados com as melhores práticas nessa área.

 

 

  • Se atente a linguagem do Chatbot

 

É a personalidade do chatbot que definirá a maneira com a qual ele se relacionará com o seu público. De maneira geral, os bots precisam ser solícitos e educados com os usuários, portanto esses elementos não podem faltar em sua personalidade.

 

Entretanto, algumas outras características podem ser acrescentadas ao seu perfil, tais como: se o bot será brincalhão ou sério, feminino ou masculino, falastrão ou de poucas palavras, se usaria ou não emojis nas mensagens, entre diversas outras variáveis.

 

Alguns bots de grandes marcas têm uma representação visual. Você também pode criar uma cara para seu chatbot, com um belo Design, como mencionamos no item acima. Esse elemento na personalidade do bot pode impactar positivamente a maneira como o seu cliente o vê e como se relaciona com ele.

 

  • Faça parceria com uma empresa experiente

Não é fácil fazer a automação de atendimento. O chatbot é um software enigmático que exige diversas adaptações e testes para obter uma boa performance. Portanto, é imprescindível a contratação de uma empresa com experiência nessa tecnologia.

 

  • Acompanhe e avalie o desempenho do Chatbot

Após a implementação da automação de atendimento é primordial que a sua empresa avalie o comportamento do Chatbot.

 

É essa supervisão que possibilita determinar o que está funcionando e o que não está. Ou seja, é a melhor maneira de analisar os resultados.

 

Para isso, você pode utilizar o Key Performance Indicator (KPI), uma métrica altamente relevante para a mensuração da execução de uma estratégia e de processos de gestão. O KPI também pode ser conhecido como: Indicador-Chave de Desempenho e Key Success Indicator.

 

Essas ferramentas de gestão são utilizadas por empresas do mundo todo para medir e avaliar o desempenho de seus processos. Além disso, elas auxiliam a gerenciá-los da maneira mais eficaz possível, visando a conquista das metas e objetivos previamente estabelecidos pelas instituições.

 

Ficou clara a importância que cada um desses itens reflete em seu Chatbot? Se você gostou das dicas da InBot ou tem algo a acrescentar para enriquecer nosso artigo, comente aqui no post!

Compartilhe

Newsletter

Receba informações sobre o mundo dos chatbots, inteligência artificial e tecnologia em seu e-mail:

chatbot para e-commerce

Chatbot para E-commerce: 5 benefícios que ele proporciona a sua loja virtual

Quer saber os 5 benefícios que o Chatbot para E-commerce oferece ao seu negócio? Então não deixe de acompanhar esse conteúdo!
pln

PLN: Compreenda essa sigla e a influência que ela exerce em seu Chatbot

Quer entender o que significa a sigla PLN e qual a influência que ela exerce em seu Chatbot? Confira neste artigo!